Informações de contato

Rua Osvaldo Cruz, 342 – Soledade, 50050-225 – Recife/PE

Telefone:

A empresa de biotecnologia americana Moderna e a International Aids Vaccine Initiative anunciaram (27/01/22) que as primeiras doses de uma vacina contra HIV/Aids usando tecnologia de RNA mensageiro foram administradas a humanos. O ensaio clínico está em fase 1 e é realizado nos Estados Unidos, com a participação de 56 voluntários saudáveis que são HIV negativos.

À Agência Aids, o diretor da AHF Brasil, Beto de Jesus, disse que, durante os seus quase 40 anos trabalhando com HIV/Aids, sempre manteve a esperança de uma vacina para a infecção.

Como ativista gay, perdi muitos amigos nos últimos 40 anos. As coisas melhoraram com a distribuição dos antirretrovirais no SUS a partir de 1996. Se analisarmos a história das doenças, a Aids, devido a toda mobilização social e aos estudos científicos, teve avanços incríveis desde o início com novas drogas que garantiram a remissão viral, trazendo a possibilidade da pessoa se tornar indetectável e, com isso, intransmissível. Devemos sempre defender a ciência.

– Beto de Jesus

O objetivo da primeira etapa do estudo é estimular a produção de um determinado tipo de anticorpo (bnAb), capaz de atuar contra as inúmeras variantes circulantes do HIV, o vírus causador da aids.

A nova vacina pretende ensinar as células B, que fazem parte do nosso sistema imunológico, a produzir esses anticorpos. Para isso, o ensaio testará a injeção de um antígeno inicial, ou seja, uma substância capaz de induzir uma resposta imune, e um antígeno de reforço injetado posteriormente.

“Agora, nos cabe acompanhar o estudo e seguir lutando pelo acesso a essas tecnologias para todo o mundo, em especial para os países mais pobres”, afirma Beto.

Leia mais aqui.

Share:

administrator

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.