Perguntas Frequentes 

O que é HIV e aids?

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. O HIV altera o DNA (a estrutura genética) dessas células e passa a fazer cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, destrói os linfócitos e busca outras células para continuar a infecção. Aids é a síndrome da imunodeficiência adquirida. A doença se manifesta quando a pessoa infectada pelo HIV está com o sistema imunológico incapaz de se defender contra bactérias, vírus e fungos.Ter HIV não é a mesma coisa que ter aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas podem transmitir o vírus a outras pessoas.

Como HIV é transmitido?

Na grande maioria dos casos, o HIV é transmitido em relações sexuais desprotegidas. Porém, há outras situações em que pode haver a infecção pelo vírus, como no compartilhamento de seringas contaminadas ou da mãe para filho, quando não tomam as devidas medidas de prevenção. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações. Veja abaixo como se pega e como não se pega o HIV.

Assim pega:

> Sexo sem camisinha (anal, vaginal ou oral)

> Uso de seringa por mais de uma pessoa

> Transfusão de sangue contaminado

> Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação

> Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

Assim NÃO pega:

> Sexo com camisinha

> Masturbação

> Beijo no rosto ou na boca

> Suor e lágrima

> Picada de inseto

> Aperto de mão ou abraço

>Compartilhamento de objetos como sabonete, toalha, lençóis, talheres, copos, pratos, etc.

> Assentos de ônibus ou de locais públicos

> Piscina

> Banheiro

> Doação de sangue

> Pelo ar

Sintomas do HIV

É possível que uma pessoa tenha HIV, mas não apresente sintomas por um determinado período de tempo. Porém, em geral, quando o vírus desperta de seu estado latente (estágio assintomático, ou seja, sem sintomas), podem ocorrer os seguintes sinais:

> Pele seca e escamosa

> Cansaço persistente

> Febre intermitente (aparece e desaparece)

> Diarreia por mais de uma semana

> Suores excessivos durante a noite

> Perda rápida de peso

> Linfonodos inflamados nas axilas, virilha ou pescoço

> Manchas brancas na língua, boca ou garganta

Mas, atenção: ter esses sintomas não significa que uma pessoa é soropositiva. Somente com o exame específico é possível determinar se a pessoa tem HIV ou aids. Por isso, na dúvida, faça o teste

Cómo HIV progride?

Na primeira fase após a infecção pelo HIV, chamada de aguda, ocorre a incubação do vírus, que é o tempo até o surgimento dos primeiros sinais. Esse período varia de três a seis semanas. Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebida.

A fase seguinte é marcada pela forte interação entre as células de defesa e as constantes e rápidas mutações do HIV. Mas isso não enfraquece o organismo o suficiente para permitir novas doenças, pois os vírus amadurecem e morrem de forma equilibrada. Esse período, que pode durar muitos anos, é chamado de assintomático.

Conforme a infecção avança, as células de defesa perdem a eficiência até serem destruídas. Cada vez mais fraco, o organismo fica mais vulnerável a infecções comuns. É a fase sintomática da infecção pelo HIV, caracterizada pela queda brusca das célula de defesa (linfócitos T CD4+) e por sintomas como febre, diarreia, cansaço, suores noturnos e emagrecimento.

Infecções Oportunistas

A baixa imunidade de uma pessoa infectada pelo HIV permite o aparecimento de doenças oportunistas, que recebem esse nome por se aproveitarem da fraqueza do organismo. Com isso, atinge-se o estágio mais avançado da doença, a aids.

Quem chega a essa fase, por não saber da sua infecção ou não seguir o tratamento indicado, pode sofrer de hepatites virais, tuberculose, pneumonia, toxoplasmose e alguns tipos de câncer.

Por isso, sempre que você transar sem camisinha ou passar por alguma outra situação de risco, procure uma unidade de saúde imediatamente, informe-se sobre a Profilaxia Pós-Exposição (PEP) e faça o teste. Saiba aqui onde encontrar um serviço de saúde perto de você.

FAÇA O TESTE GRÁTIS HOJE

Com o teste rápido, você sabe o resultado em até 15 minutos.